Chris Wright e a crítica à concepção leninista de Estado e Revolução

Chris Wright, um dos representantes do denominado "marxismo aberto", realiza uma crítica ao

livro O Estado e a Revolução, de Lênin. O autor efetiva uma análise de vários temas debatidos pelo líder bolchevique, como a questão da revolução do significado do Estado, a questão do partido e da consciência, entre outros, contrapondo tal concepção ao marxismo. O prefácio de Carlos Henrique Marques aponta para algumas considerações críticas sobre o texto de Wright e contextualiza a discussão.


Título: Contra "O Estado e a Revolução", de Lênin

Autor: Chris Wright

Editora: Edições Enfrentamento

Edição: 01

Ano da publicação: 2020

ISBN: 978-65-00-03918-4


SINOPSE:


Lênin é considerado o autor mais importante no interior do marxismo depois de Marx. Ele é considerado, inclusive, o seu intérprete canônico. Chris Wright é um dos poucos que realizam a crítica da confusão entre marxismo e leninismo. Wright realiza uma análise crítica da obra O Estado e a Revolução, de Lênin, discutindo seus limites e diferenças em relação ao pensamento de Marx, bem como abordando questões como teoria do Estado, questão da consciência e do partido, ditadura do proletariado e concepção marxista de revolução. Assim, para todos aqueles que conhecem a obra de Lênin, esse livro é fundamental por apresentar uma análise crítica do leninismo e de suas mistificações.


Comprar.

49 visualizações
  • Facebook
  • Edições Enfrentamento
  • YouTube
  • Pinterest
  • Tumblr Social Icon
  • Instagram