A Interpretação Anarquista da Comuna de Paris


Mikhail Bakunin e Piotr Kropotkin são dois autores clássicos do anarquismo e ambos escreveram sobre a experiência comunarda de 1871. A Comuna de Paris foi a primeira tentativa de revolução proletária da história e foi rica em ensinamentos. Os dois pensadores anarquistas apresentam as duas principais análises anarquistas da Comuna de Paris. Os artigos de Nildo Viana, um abordando a concepção de Bakunin e outro a de Kropotkin, apresentam a relação das duas interpretações com o anarco-coletivismo e o anarco-comunismo.


Título: A Concepção Anarquista da Comuna de Paris

Autores: Mikhail Bakunin, Nildo Viana, Piotr Kropotkin

Editora: Edições Enfrentamento.

Edição: 01.

Ano da publicação: 2021

Páginas: 140

ISBN: 978-65-88258-23-1

ISBN EBOOK: 978-65-88258-24-8


SINOPSE


Como o anarquismo interpreta a Comuna de Paris? Dentre as interpretações anarquistas da Comuna de Paris se destacam as análises de Bakunin e Kropotkin. De um lado, o anarco-coletivismo de Bakunin observando, pouco tempo após a experiência comunarda, a luta revolucionária em Paris; de outro lado, o anarco-comunismo de Kropotkin analisando o significado da experiência comunarda e seus limites. Nildo Viana, por sua vez, efetiva uma análise crítica das duas abordagens anarquistas sobre a Comuna de Paris. Uma obra importante para quem quer conhecer o posicionamento anarquista sobre a primeira tentativa de revolução proletária da história.


Comprar na Livraria Redelp.


Comprar em outras livrarias.

97 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • Edições Enfrentamento
  • YouTube
  • Pinterest
  • Tumblr Social Icon
  • Instagram