Rosa Luxemburgo contra a Burocracia

Rosa Luxemburgo foi assassinada durante o início da Revolução Alemã, momento de surgimento dos conselhos operários - formas de auto-organização dos trabalhadores - e este é um dos motivos pelos quais possui grande respeito nos meios políticos e revolucionários. Ela foi uma crítica da burocracia, tanto a que se manifestava na social-democracia quanto no nascente bolchevismo.



A presente coletânea de textos reúne alguns dos seus principais escritos contra a burocracia, na qual ela demonstra que a auto-organização dos trabalhadores é mais importante do que o burocratismo social-democrata (e suas alianças com as forças liberais) e o leninista, com seu jacobinismo blanquista.


A crítica de Rosa Luxemburgo à burocracia, em que pese algumas ambiguidades, demonstradas no prefácio da obra, é uma das contribuições que marcaram a história do movimento revolucionário, sendo sempre uma das primeiras leituras daqueles que queriam se afastar das concepções e organizações burocráticas.


DADOS DO LIVRO

Título: Marxismo contra Burocracia

Autor: Rosa Luxemburgo

Editora: Edições Enfrentamento

Edição: 01

Ano de publicação: 2020

ISBN:978-65-00-03815-6


SINOPSE:


Rosa Luxemburgo é um dos grandes nomes do marxismo e do pensamento político. Ela ficou famosa através de suas obras e militância política. A presente obra é uma seleção de textos em que ela trabalha diversas questões, tais como oportunismo, centralismo, burocracia, liberdade de crítica. O foco da análise e da intervenção crítica de Rosa Luxemburgo é o reformismo e revisionismo social-democrata, por um lado, e o jacobinismo leninista, por outro. Em ambos os casos emerge uma crítica da burocracia. Rosa Luxemburgo aponta para uma posição que retomava a ideia marxista de luta de classes e autoemancipação proletária, em seu vínculo com o marxismo, para refutar essas concepções pseudomarxistas.


Comprar.



46 visualizações
  • Facebook
  • Edições Enfrentamento
  • YouTube
  • Pinterest
  • Tumblr Social Icon
  • Instagram